SABIA QUE...?

Janeiro 30 2009

O Memorial da Paz de Hiroshima, chamado Cúpula Genbaku (原爆ドーム) ou Cúpula da Bomba Atómica pelos japoneses, localiza-se em Hiroshima, Japão.

O edifício foi originalmente projectado pelo arquitecto japonês kenzo tange. Foi terminado em Abril de 1915, e intitulado Exposição Comercial da Prefeitura de Hiroshima (HMI). Foi inaugurado oficialmente em Agosto desse ano.

O hipocentro da explosão atómica de 6 de Agosto de 1945 situou-se apenas a 150 metros de distância do edifício, que foi a estrutura mais próxima a resistir ao impacto. O edifício foi imediatamente preservado exatamente como se encontrava após o bombardeamento, e serve hoje como uma memória da devastação nuclear e um símbolo de esperança na paz mundial e eliminação de todas as armas nucleares.

 

Fonte Wikipédia

 

publicado por Lumife às 17:46

Janeiro 25 2009

rostos...

publicado por Lumife às 20:06

Janeiro 21 2009

 insonia.jpg

Insónias

O que fazer quando o sono não

 vem

 
 
Em média, um ser humano passa 35 por cento do seu tempo de vida a dormir. Mas para milhões de pessoas no mundo inteiro, esta estimativa é apenas “um sonho”. Ou um pesadelo. Não conseguir dormir, acordar a intervalos ao longo da noite ou despertar de manhã e ser incapaz de voltar a adormecer são sintomas de insónia.

Os especialistas defendem que a necessidade do sono é absoluta e não pode ser suprimida por mais de 48 horas, sem resultados graves. Cansaço, ansiedade, irritabilidade, alterações psicológicas, memória, desgaste físico ou, em casos extremos, a morte, são sinais evidentes de insuficientes horas de sono.

As insónias podem ser ocasionais ou crónicas. A primeira é transitória e pode estar associada a determinadas fases da vida ou a maus hábitos alimentares. Se for crónica, pode durar meses, anos ou até uma vida, sendo geralmente agravada com o envelhecimento. Muitas vezes, os soníferos e antibióticos apenas adiam o problema, “forçando” o sono e trazendo excessiva dependência aos fármacos. É por isso que lhe sugerimos alternativas naturais.
  
Fitoterapia
Valeriana – Tem um efeito sedativo e anti-stresse. Actua ao nível do sistema nervoso central, diminuindo a tensão e favorecendo o sono. É também indicada para casos de ansiedade, neuroses gástricas, cefaleias e depressão nervosa ligeira.
 
Passiflora - Emprega-se como sedativo nas insónias ligeiras, menopausa e alcoolismo.
Possui propriedades espasmolíticas, sobretudo ao nível dos músculos lisos.
 
Tília – Actua sobre o sistema nervoso central e possui propriedades sedativas. É indutora do sono, especialmente em crianças com agitação nocturna.
 
Chás de ervas – Camomila, Urtiga e Erva-doce estão entre os mais recomendados. Suplementos para dormir
 
 
Nutrientes
Vitamina B – As vitaminas do complexo B ajudam a prevenir a insónia, sobretudo a vitamina B3.
Para resultados mais eficazes, aconselha-se um suplemento que possua todos os nutrientes deste complexo.
 
Melatonina – Essencial para a qualidade do sono. Controla a transmissão nervosa ao nível do cérebro, regulando o humor e a predisposição. É aconselhada em pequenas doses (1-3mg à noite).
 
Magnésio e cálcio – A insuficiência destes minerais na dieta pode resultar em tensões, cãibras musculares ou incapacidade para descontrair.
 

 

Medicinas alternativas
 
Shiatsu – A massagem shiatsu exerce pressão ao longo dos meridianos, para desbloquear e estimular a energia. É indicada para o tratamento de stresse, insónias, dores nas costas e perturbações digestivas
 
Massagem Thai – Massagem tailandesa revigorante e relaxante muito eficaz no tratamento de dores nas costas, tensões musculares e insónias.
 
Acupunctura – Através da inserção de agulhas, promove o equilíbrio do organismo.
Sendo indicada para o tratamento de doenças crónicas como a enxaqueca e insónia.
 
 
Alimentos que induzem o sono
 
Banana - cobre, magnésio, vitaminas B6 e C
Beterraba - cálcio, ferro, magnésio e vitamina C
Peru - cálcio e triptofano
Espargos - cálcio, magnésio, vitaminas B e C
Sardinha - cálcio, crómio, AGE e Ómega 3
Cevada - cálcio, magnésio e vitaminas B
Pêssego - vitamina C, cálcio, cobre, ácido fólico e magnésio
Fonte: O Nutricionista – O que se deve comer para dormir melhor
 
 
Dicas para dormir melhor
 
- Cumpra horários regulares para se deitar e acordar
- Não se deite com fome ou de “barriga cheia”
- Evite a cafeína, chá preto, álcool e tabaco
- Pratique exercício físico regular
- Evite ter aparelhos electrónicos no quarto, colunas de som ou telemóveis perto da sua cabeceira
- Se não tiver sono, saia da cama. Uma música suave ou um livro podem ajudar
- Perca o peso em excesso (a obesidade contribui para a apneia do sono)
- Tome um duche quente e relaxante antes de se deitar
 
 

(373)

publicado por Lumife às 15:56

Janeiro 16 2009

 

 

 

Descoberta da década no

 tratamento da sida

Saiba qual é

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard identificaram 273 proteínas das quais o vírus da sida depende para sobreviver nas células.

 

Para a já baptizada como a descoberta da década, os cientistas usaram um novo método que silencia genes selectivamente para poder estudar a sua função.

 

Até à data só se conheciam 36 das proteínas utilizadas pelo vírus da imunodeficiência adquirida (VIH) para penetrar nas células, sabotar o seu funcionamento e começar a reproduzir-se, e já se tinha desenvolvido uma droga que ataca uma dessas proteínas conhecidas, o receptor CCR5. A partir de agora, a possibilidade de se criarem novos fármacos multiplicou-se.


 

publicado por Lumife às 18:11

Janeiro 02 2009

Urticária

Tudo o que deve fazer para a

 evitar

Cerca de 80% da população já teve ou há-de ter, ao longo da sua vida, pelo menos, um episódio desta inflamação da pele que se caracteriza pelo aparecimento de erupções e de comichão.

A urticária é um processo inflamatório da zona superficial da pele que se manifesta com o aparecimento de erupções e produz sensação de queimadura e comichão. Pode ser local ou espalhar-se por todo o corpo. Esta é uma doença comum mas evitável.

Esta patologia afecta todas as faixas etárias. Pode ter um carácter agudo (duração inferior a 4 semanas), sub-agudo (duração de 4 a 6 semanas) ou crónico (duração superior a 6 semanas).

Em cerca de 50% dos casos, as causas são desconhecidas. Nos casos restantes, podem ser muito variadas: infecções, doenças endócrinas ou auto-imunes, alguns medicamentos e alimentos, agentes físicos (sol, frio, exercício...) e picadas de insectos. Entre as crianças, costuma ser causada por infecções respiratórias ou alimentos.

 

Os sintomas a que deve estar atento

 

Antes de aparecerem as erupções e a comichão pode notar-se perda de apetite, mal-estar, dores de cabeça, febre e, em alguns casos, problemas respiratórios.

Como primeira medida de tratamento, é habitual iniciar uma medicação anti-histamínica. Se esta não der resultado, pode recorrer-se ao uso de corticoesteróides. Nos casos mais graves administra-se adrenalina subcutânea.

Algumas medidas podem ser úteis para aliviar o prurido, principalmente à noite: duche tépido e/ou aplicação de creme antipruriginoso. É importante a hidratação cutânea com aplicação de emolientes, particularmente nas formas crónicas.

Além disso, é fundamental evitar os agentes responsáveis pela urticária, quando evidenciáveis (ambientes húmidos, medicamentos sem prescrição médica, citrinos....).

Fonte: Dra. Beatriz Tavares (Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica)


 

 

 

A responsabilidade editorial e científica desta informação é da revista

 

 

 

PREVENIR

 

publicado por Lumife às 20:01

mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
22
23
24

26
27
28
29
31


pesquisar
 
eXTReMe Tracker
subscrever feeds
blogs SAPO