SABIA QUE...?

Janeiro 06 2005
cart.bmp



.




Campanha: ex-primeiro-ministro recusa uso da sua foto



Cavaco Silva veta Santana Lopes






Cavaco Silva voltou ontem a dar um sinal de afastamento em relação a Santana Lopes ao ‘chumbar’ uma campanha de cartazes do PSD onde apareciam as fotografias dos cinco líderes do PSD que desempenharam o cargo de primeiro-ministro.








Depois de ter ignorado o desafio de Santana Lopes para se candidatar à Presidência da República nas próximas eleições presidenciais, feito no congresso dos sociais-democratas em Novembro passado, Cavaco recusou o pedido do PSD para utilizar a sua fotografia em ‘outdoors’ de pré-campanha eleitoral ao lado das fotografias de Sá Carneiro, Pinto Balsemão, Durão Barroso e Santana Lopes, todos os que do partido foram primeiros-ministros de Portugal.



O antigo chefe do Governo argumenta, em carta enviada ao secretário-geral do PSD, que, estando fora da vida política partidária, a utilização da sua fotografia em ‘outdoors’ iria interferir com a sua carreira académica. Cavaco Silva é professor na Universidade Católica.



Santana Lopes desvalorizou a atitude de Cavaco Silva, mas parece claro que a tomada de posição do antigo primeiro-ministro, referência política obrigatória na história dos sociais-democratas, apanhou o PSD de surpresa, tanto mais que, segundo uma fonte social-democrata, “apenas Cavaco Silva recusou” ajudar o partido numa altura em que se avizinha uma campanha eleitoral difícil. O primeiro-ministro demissionário já disse, a propósito desta recusa, que “nós, de algumas franquezas fazemos forças, por isso, apesar de tudo o que vai acontecendo, vamos continuar e chegar à meta, mesmo saltando muitos obstáculos”.



Um outro responsável do PSD deixou claro que, “apesar de não sermos obrigados a pedir autorização, porque se tratam de figuras que são património do partido, fizemo-lo. A família de Sá Carneiro, Durão Barroso, assim como Pinto Balsemão, autorizaram”. E, concluiu: “nós não apagamos a história do partido”. A recusa de Cavaco Silva obriga o PSD a suspender a colocação dos ‘outdoors’ e a proceder à sua alteração. Sendo material publicitário caro, aqueles cartazes gigantes poderão ter custado bem caro à direcção social-democrata. Por exemplo, 40 mil exemplares poderão custar cerca de 30 mil euros. Ontem à noite, o PSD aprovou as listas de candidatos a deputados nas próximas eleições.

.


(In Correio da Manhã)


publicado por Lumife às 00:52

Eu se fosse ao Cavaco também não queria aparecer ao lado do Santana Lopes. Mas se pensarmos bem, não é o Cavaco que apareceria ao lado do Santana, é o Santana que está colado aos outros. Quer queiramos quer não, o PSD continua a ser o único partido digno desse nome e Cavaco não pode ignorar algo que já deu ao partido e não pode agora retirar. Mesmo que um palhaço esteja pontualmente na liderança, o passado não muda. Aliás, Cavaco, que muito admiro, deveria fazer juz às suas palavras e procurar de forma mais activa, "afastar um político incompetente".nonio
(http://nonioblog.blogspot.com/)
(mailto:nonioblog@iol.pt)
Anónimo a 6 de Janeiro de 2005 às 18:11

Se um Outdoor dá tanto que falar, vou partir o porquinho e mandar fazer um meu. Yulungayulunga
(http://yulunga.blogs.sapo.pt)
(mailto:yulunga1@sapo.pt)
Anónimo a 6 de Janeiro de 2005 às 14:04

Acho que Cavaco está no seu direito mas, quanto a mim, a desculpa é esfarrapada: "prejudicar a sua carreira académica"???Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)
Anónimo a 6 de Janeiro de 2005 às 10:02

mais sobre mim
Janeiro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14

16
17
20
21
22

23
28
29

30
31


pesquisar
 
eXTReMe Tracker
blogs SAPO