SABIA QUE...?

Julho 24 2005
stress-1.jpg



Stress: prestes a explodir?




Poderá ir ainda a tempo de evitar o descalabro. Leve as coisas com calma.



Acredita que está prestes a explodir? Siga estes seis conselhos e evite o aumento da tensão e de stress no trabalho. Se já se reviu na seguinte situação, levante a mão:



O seu chefe passa o tempo todo a reclamar coisas incoerentes que quer que você termine de um dia para o outro, sem ter ideia do que é prioritário. Observando-se a si e aos seus colegas, mais parece que se mudaram para uma qualquer quinta televisiva cheia de animais - porcos, vacas, galinhas e cabras… - desesperados por dizer algo, mas sem conseguirem articular palavras lógicas. Há um zumbido constante nos seus ouvidos. A pressão sanguínea aumenta a olhos vistos. Consegue sentir o sabor da adrenalina na saliva.



Os níveis de stress sobem, sobem e sobem. A sua temperatura corporal também. Você está a ponto de explodir.



Pronto, pode baixar a mão. O stress no trabalho é mais um fardo que temos que carregar. De segunda a sexta-feira, transformamo-nos em fósforos prestes a incendiar-se. Mas, de agora em diante, sirva-se destes seis conselhos para aliviar essas situações de tensão.



Stress: beba café com moderação



Sim, sabemo-lo bem, o sangue e o café são como que amantes inseparáveis no trabalho, o que é um grande problema. A cafeína é um estimulante, ajuda a aumentar os níveis de adrenalina e bloqueia o efeito da adenosina, considerada um anticonvulsivante endógeno e uma espécie de relaxante natural usado pelo cérebro que pode retirar a vontade de dormir.



Um estudo a que tivemos acesso refere que 75% das pessoas que não ingerem cafeína ou o faz em pequenas quantidades se sente significativamente mais relaxada, em grande parte devido ao facto de conseguir dormir melhor.



No entanto, segundo a Dra. Maria Teresa Costa, consultora de Clínica Geral, "se se beber moderamente, o café até ajuda a estimular o trabalhador e não tem consequências a nível cardíaco. Acho que se as empresas oferecessem um café por dia aos seus funcionários, até ganhavam com isso".



Stress: organize-se



A organização é um dos factores-chave quer para render mais ao nível profissional, quer para "fintar" as situações emergentes de maior descontrolo pessoal.



Uma boa organização é um hábito muito valioso que lhe pode poupar horas de trabalho em vão por semana e, em resultado disso, proporcionar mais tempo livre.



Aliás, isto é mesmo confirmado pela Dra. Margarida Garrida, professora do curso de Psicologia Social e das Organizações no ISCTE, em Lisboa: "É evidente que a gestão de tempo é actualmente uma prioridade, que, quando bem executada, aumenta bastante a eficácia e reduz a ansiedade".



Verá que chegará às sextas-feiras à tarde livre de pressões e sem o desespero constante de aguardar a segunda-feira para organizar ou resolver trabalhos pendentes.




Stress: preste atenção aos ombros



Está ao computador e sente uns nós nos ombros e no pescoço? Achamos que não presta muita atenção a essas dores, mas talvez tenha chegado o momento de pensar melhor no assunto.



Investigadores da Universidade de Virgínia descobriram que os níveis de stress podem baixar até 54% depois de dois meses com um "treino de mente aberta", que consiste, simplesmente, em dedicar mais atenção aos sintomas de stress, como as dores nos músculos mais susceptíveis de acumularem tensão.



A boa notícia é que você não precisa de um treino de dois meses para consegui-lo, bastando para tal "dar mais atenção a estes processos orgânicos", defende a autora do estudo, Dra. Kimberly Williams.



Por isso, já sabe, quando começar a enervar-se e a ficar com a respiração mais acelerada, preste atenção redobrada.



Stress: tome um complexo multivitamínico



Reveja a sua rotina diária e passe a incluir uma "pílula anti-stress".



Um estudo da Universidade de Birmingham realizado a homens entre os 18 e os 42 anos revelou que todos os que tomavam diariamente complexos ricos em vitamina C e em todas as vitaminas B conseguiram baixar em 21% a ansiedade, ao passo que os outros, a quem tinha sido administrado um placebo, se sentiam mais ansiosos.



Além disso, estes multivitamínicos fazem com que a pessoa se sinta menos cansada e mais concentrada nas suas tarefas.



A causa provável parece estar no facto de tanto a vitamina B como a C ajudarem a reduzir o efeito do stress.



Stress: relaxe em frente ao computador



Quando estamos com mais stress, temos tendência para nos aproximar mais do nosso objecto de trabalho, normalmente o monitor do computador, o que faz com que os músculos do pescoço e das costas trabalhem o dobro, muitas vezes em esforço.



Assim, no sentido de minorar as consequências, pedimos a opinião ao Dr. Nuno Matos, fisioterapeuta e naturopata do Gabinete de Terapias Manuais e Medicina Integrada (GTMMI), em Cascais, que começa por dizer que "devemos levantar-nos por norma de hora a hora e fazer pequenos movimentos de flexão e rotação do tronco". Exemplifica com o simples acto de irmos buscar um copo de água.



Depois o melhor mesmo é "compensar o facto de trabalhar muito tempo ao computador com actividades que contribuam para o aumento da mobilidade e flexibilidade no dia-a-dia, sejam a natação, yoga, método de pilatos ou outras", conclui o nosso especialista.



Stress: descontraia com uma bola



Pode também recorrer, por exemplo, a uma bola anti-stress. Aproveite o momento para ouvir as músicas de que mais gosta e abstrair-se do que o estava a deixar mais intranquilo.



E por que não combinar com o seus colegas e marcar cinco minutos diários, a meio da tarde, por exemplo, para se contar anedotas?



O objectivo é precisamente incluir na difícil rotina diária profissional alguns minutos de distracção e de riso.



(Men'sHealth)





publicado por Lumife às 00:02

mais sobre mim
Julho 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15
16

17
19
20
21
22
23

25
27
28
29
30

31


pesquisar
 
eXTReMe Tracker
blogs SAPO