SABIA QUE...?

Julho 18 2005
podcasting.jpg



A popularidade dos blogs, que se tornaram uma fonte diária de notícias, pegou a mídia de surpresa. A indústria está tentando não cometer o mesmo erro em se tratando de podcasts, tecnologia que permite que qualquer usuário transmita uma programação em áudio pela rede.



Saiba tudo sobre o podcasting


Podcasts são essencialmente arquivos de áudio distribuídos pela internet, sobretudo por meio de RSS. Eles podem ser armazenados no computador ou em tocadores de música digital e ouvidos quando e quantas vezes o usuário quiser.



Todas as empresas, desde a Disney à revista Newsweek, estão agora oferecendo podcasts. A Apple Computer tornou a tarefa de encontrar as transmissões mais fácil ao incorporar ao seu popular programa de áudio, o iTunes, um sistema de busca e download para o iPod.



Enquanto os lucros ainda são irrisórios, o pote de ouro está na empresa que conseguir se tornar fonte de referência para a procura e a distribuição de podcasts, fazendo possivelmente contratos com provedores e gerando dinheiro com assinaturas e publicidade.



Por enquanto, os podcasts são basicamente compostos de conversas. As complexas leis de distribuição do mercado fonográfico tornam extremamente difícil a inclusão de músicas na transmissão. É provável que o fenômeno do podcast não exploda até que as empresas decidam como garantir os direitos autorais das músicas.



Se alguém está na posição de ganhar muito dinheiro com podcasting, é a Apple, que adaptou a sua loja virtual e adicionou atalhos para mais de três mil podcasts para download gratuito. A empresa divulgou que mais de um milhão de podcasts foram baixados nos primeiros dois dias de serviço.


podcastingstation.jpg



Segredo



Enquanto dezenas de milhares de "podcasteiros" procuram público, um número crescente de empresas está tentando descobrir qual é o segredo, e se tornar um imã de audiência. Não é apenas a Apple que está no páreo. Existem também os sites Podcastalley.com, Podcast.net e, recentemente, o Odeo.com.



O responsável pelo Odeo.com é Evan Williams, criador do Blogger.com. Ele e nove funcionários lançaram a versão beta do site, onde existem diretórios de podcasts para download e ,ferramentas de edição de áudio para seus usuários.



Reconhecendo que um dos maiores problemas de reclamações sobre podcasts é a dificuldade de achá-las, o site organiza os arquivos por gêneros como arte, comida, religião, sexo e até programas bizarros. Williams acredita tanto no podcasting que paga a manutenção do Odeo do próprio bolso. Enquanto não revela como pretende lucrar, ele diz que cobrar por conteúdo exclusivo ou acesso à ferramentas de gravação digital é uma possibilidade.



Conseguir autorização legal para reprodução de música popular pode ser o necessário para tornar os podcasts populares. "Não há forma fácil de legalizar música para podcasts", diz Fred von Lohmann, advogado para o grupo Electronic Frotnier Foundation. "Você precisa liberar os direitos de cada música individualmente, e isto é um processo demorado". Williams, entretanto, está otimista: "Se os podcast conseguirem uma grande audiência, o dinheiro virá."



Alguns podcaster estão dispostos a pagar por ferramentas melhores, de acordo com Matt Galligan, que é responsável por um programa chamado "The Spotlight". O serviço promove música de artistas pequenos e sem gravadora. "Se você não tiver boa qualidade de áudio, as pessoas não irão lhe escutar", explicou.



Chris McIntyre, dono do site Podcast alley, um agregador de podcasts, fornece ferramentas gratuitas e dicas para os "podcasteiros". McIntyre diz que o número de podcasts triplicou no último mês e que ele já começou a vender espaço publicitário para cobrir as suas despesas.



Outro sinal de que podcasting tem atraído anunciantes é a Toyota ter concordado em asssinar por seis meses todos os podcasts para a rádio KCRW, de Los Angeles, com uma vinheta de 10 segundos, disse Ruth Seymore, gerente da rádio. "A explosão do podcasting ainda não aconteceu", disse Seymour. "O podcast vai decolar no segundo que alguém conseguir os direitos (das músicas)."




AP



publicado por Lumife às 13:03

mais sobre mim
Julho 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15
16

17
19
20
21
22
23

25
27
28
29
30

31


pesquisar
 
eXTReMe Tracker
blogs SAPO