SABIA QUE...?

Outubro 19 2004
sampaio.jpg




.





Santana Lopes vai continuar a usar o poder, para deixar em aberto todos os cenários até 2006



Após o rescaldo das eleições regionais, em que o PS e o PSD renovaram as maiorias, respectivamente, nos Açores e na Madeira, todas as atenções regressam ao actual paradoxo da vida política portuguesa: o clima de braço-de-ferro entre o Presidente da República e o Primeiro-Ministro.



Goste-se ou não se goste, Santana Lopes enviou um recado cristalino a Jorge Sampaio: ou o deixa governar, para ser julgado em Outubro de 2006, como prometeu o Presidente, quando invocou a estabilidade para o indigitar como chefe do Governo, ou então está disponível para assumir a ruptura.



Ao primeiro sinal de ataque, o chefe do Governo falou ao país para deixar claro quem manda e quem marca a agenda política, deu o dito por não dito e avançou com uma proposta de Orçamento de Estado surpreendente.



Apesar de ninguém acreditar nas contas do Orçamento, de 2005, o Presidente foi obrigado a recuar.



De facto, hoje, ninguém duvida que o responsável pelo estado de permanente derrapagem presidencial se chama Santana Lopes, tal é o desfasamento entre o que o Jorge Sampaio diz e o que o Presidente da República faz.



O estilo de Santana Lopes até pode ser considerado uma fórmula execrável, como revelou o caso de Marcelo Rebelo de Sousa. O exemplo de governação trauliteira de Alberto João Jardim, que reforçou o estatuto de campeão eleitoral, aparentemente, continua a ser um maná para o líder da maioria.



Faça o que fizer, diga o que disser, com mais ou menos ameaças, veladas ou expressas, o balanço do mandato presidencial está amarrado ao sucesso das promessas orcamen-


tais.



Daqui a um ano, o Presidente da República não se pode escudar na evolução do preço do petróleo, para justificar a situação do país.



Jorge Sampaio tem de perceber que o tempo não volta para trás.





O balanço do mandato presidencial está amarrado ao sucesso das promessas orçamentais







.


Rui Costa Pinto é Grande Repórter da VISÃO



(Transcrito com a devida vénia da VISÃO)

publicado por Lumife às 00:02

Quando o país for a leilão... o PR caí na real.polittikus
(http://polittikus.blogs.sapo.pt)
(mailto:pp@sapo.pt)
Anónimo a 19 de Outubro de 2004 às 16:32

Não acredito realmente no que acabo de ler no teu comentário. Nunca viveste no "reinado" desse ditador,penso eu. Só se estiver muito enganado pelo teu blog é que aceito que as tuas palavras sejam sentidas. A posição exposta no blog transmite o sentir generalizado da população. Hoje quem defende o Santana é unicamente o partido dele e nao todos os militantes. Para se falar abertamente e sem receio das pides é que se deu o 25 de Abril. lumife
(http://fotoseimagens.blogs.sapo.pt)
(mailto:lumife@sapo.pt)
Anónimo a 19 de Outubro de 2004 às 16:25

Tenho pena realmente que o tempo não volte atrás... Volta Salazar estás perdoadao!Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)
Anónimo a 19 de Outubro de 2004 às 11:26

mais sobre mim
Outubro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15

18
22

26
30

31


pesquisar
 
eXTReMe Tracker
blogs SAPO