SABIA QUE...?

Novembro 02 2004
kerry,0.jpg



.



John Forbes Kerry, 60 anos, candidato democrata às eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2004, nasceu em 11 de Dezembro de 1943, em Denver, no Colorado. Kerry foi criado no seio de uma família católica e como filho de um diplomata, passou a maior parte da infância na Europa, tendo aprendido a falar francês e alemão fluentemente.





Depois de se formar em ciências políticas e direito em Yale em 1966, alistou-se na Marinha e serviu como oficial no delta do Rio Mekong, no Vietname, o que lhe valeu várias condecorações, uma delas por ferimentos de guerra. Kerry afirma que a Guerra do Vietname moldou sua personalidade e reafirmou seu compromisso político como combatente coberto por medalhas e pacifista do começo dos anos 70.



Foi à guerra como voluntário e voltou como porta-voz de veteranos. Em 1971, iniciou sua trajectória política com um emocionado depoimento no Senado contra a guerra.





No ano seguinte, concorreu ao Congresso como "candidato pela paz". Perdeu e só voltou em 1984, já como senador por Massachusetts. Depois de se graduar na Escola de Direito de Boston, Kerry trabalhou no escritório de procuradores do distrito de Massachusetts e também num escritório privado. Em 1995, Kerry casou-se com (a milionária de origem moçambicana) Teresa Heinz, viúva do senador republicano pela Pensilvânia, dono de um império de alimentação, John Heinz.





Com uma extensa experiência política, Kerry acumulou quatro mandatos como senador por Massachusetts, mas os seus críticos dizem que ele não é um grande orador e que não desperta paixões ideológicas. Kerry votou contra a Guerra do Golfo, em 1991, que era quase consensual. Votou, no entanto, a favor da Guerra do Iraque, que foi, no ano passado, bem mais controvertida.





No início dos anos 90, Kerry defendeu, com o fim da Guerra-fria, o desmantelamento parcial da CIA, mas, após o 11 de Setembro criticou a administração Bush pela sua baixa confiança nos sectores de espionagem e inteligência. No Senado, Kerry ganhou uma reputação de centro-esquerda.





Entre outras coisas, Kerry apoia o livre mercado, uma política militar externa expansiva, investimentos em educação e protecção do ambiente.





publicado por Lumife às 16:15

Novembro 02 2004
NYHETER-23s14-bush-13.jpg



.


Cresceu em Midland, no Texas, e tem quatro irmãos: Jeb - governador do Estado da Florida -, Neil, Marvin, e Dorothy. Outra irmã, Robin, morreu de leucemia em 1953, aos três anos de idade.





Tal como o seu pai, Bush marcou presença na prestigiada Philips Andover Academy, em Massachusetts, antes de se matricular na Universidade de Yale.





Formou-se em História em 1968, voltou ao Texas e entrou na Guarda Aérea Nacional do Texas, onde aprendeu a pilotar aviões de guerra. Chegou a ser tenente, mas, ao contrário de seu adversário na disputa presidencial, John Kerry, não foi chamado para servir na Guerra do Vietname.





Especula-se que Bush teria usado de artifícios para não ser convocado. Pesam sobre ele acusações de ter consumido drogas e bebido ao longo dos anos 70. Porém, quando questionado sobre essa fase, Bush responde apenas que foi um período "nómada" da sua vida. Sua mulher, Laura, teve grande influência em sua recuperação na "dependência da bebida". Em 1972, entrou na também prestigiada Harvard Business School, obtendo um MBA (Master in Business Administration) em 1975. Em 1977, Bush casou-se com Laura Welch, professora e bibliotecária.





Quatro anos depois, em 1981, o casal teve as gémeas Barbara e Jenna, que foram baptizadas com os nomes das avós. Logo após seu aniversário de 40 anos, em Julho de 1986, Bush revolucionou a sua vida pessoal e profissional. Terá abandonado a bebida e tornou-se mais religioso, convertendo-se para a fé metodista, a mesma da sua esposa

Esta mudança coincidiu com a decisão de seu pai concorrer para as eleições presidenciais de 1988. Bush então mudou-se, então, para Washington em 1987 para trabalhar na campanha. Após a vitória de seu pai no pleito, em Novembro de 1988, Bush retornou ao Texas, desta vez para Dallas, onde organizou um grupo de investidores e comprou o Texas Rangers, equipa de basebol. Apesar do seu sucesso como empresário, Bush surpreendeu todos com a sua eleição como governador do Texas em 1994.





Em 1998, Bush tornou-se o primeiro governador do Estado a ser reeleito, ganhando com uma impressionante margem (65% contra 35%), conseguindo muitos votos dos eleitores negros e hispânicos. O seu sucesso no Texas, especialmente com as minorias, levantou o interesse do Partido Republicano, que começou a ver Bush como uma alternativa para desafiar Al Gore, o então vice-presidente e candidato democrata nas eleições presidenciais de 2000.





Em Junho de 1999, Bush anunciou oficialmente sua intenção de concorrer para a Presidência dos EUA, usando o slogan "conservador com compaixão". Baseando a sua campanha em promessas de tornar o Partido Republicano mais inclusivo, enfatizou muito a educação.





Em Julho de 2000, Bush anunciou sua escolha para vice de Richard B. Cheney, o político considerado discreto e experiente que comandou o Pentágono na Guerra do Golfo (1991), durante o governo do pai de Bush. Bush e Cheney derrotaram os democratas (Al Gore e seu vice, Joseph Lieberman), numa das eleições mais disputadas e polémicas da História dos EUA.





O impasse ocorreu na Flórida - estado governado por Jeb Bush - cuja contagem de votos deu a vitória a George Bush. Em 20 de Janeiro de 2001, Bush torna-se o 43º presidente dos EUA.





Após os ataques de 11 de Setembro de 2001, um dos maiores da História americana, Bush declara guerra contra o terrorismo. Em 2002, após um lapso de quatro anos, a ONU (Organização das Nações Unidas) reinicia sua inspecção sobre armas químicas no Iraque, alertando para "sérias consequências" se Saddam Hussein falhasse em oferecer aos investigadores acesso irrestrito para as investigações.





Em Março de 2003, os EUA e o Reino Unido dão início à Guerra do Iraque sem o apoio do Conselho de Segurança da ONU. Depois de quatro semanas, as forças da coligação cercam e conseguem tomar Bagdad. O Pentágono declara o fim da guerra e começa então um período de "ocupação".





Em Dezembro do mesmo ano, as forças americanas capturam o ex-ditador Saddam Hussein escondido em um buraco no chão de uma casa fora de Tikrit, sua cidade natal. Desde aí, a administração Bush envolveu-se em dois escândalos que poderiam prejudicar sua reputação: a falta de provas de que o Iraque realmente possuía armas de destruição em massa e os abusos de prisioneiros iraquianos cometidos por soldados americanos na prisão de Abu Ghraib, perto de Bagdá.





Fotos de militares dos EUA humilhando sexualmente e torturando iraquianos correram o mundo e causaram repulsa na comunidade internacional.





Idade: 58 anos



Estado civil: Casado com Laura Bush, professora e bibliotecária



Filhos: Duas filhas gémeas, Bárbara e Jenna Religião: metodista



Local de nascimento: New Haven, Connecticut. Passou a infância e a adolescência em Midland e Houston, no Estado do Texas



Formação: História pela Universidade de Yale, em 1968, e mestrado em Administração pela Universidade de Harvard, em 1975 Funções no sector privado: Entre 1975 e 1986, foi executivo e accionista de companhias do sector petrolífero. Depois de trabalhar na campanha presidencial do pai, em 1988, comprou o Texas Ranges, equipa de basebol. Foi director executivo da equipe até 1994. Funções no sector público: Eleito governador do Texas em 1994 e reeleito em 1998. Venceu as eleições presidenciais de 2000 e tenta a reeleição no próximo dia 2 de Novembro.



publicado por Lumife às 16:07

Novembro 02 2004
natur39.jpg
publicado por Lumife às 15:38

mais sobre mim
Novembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

18
19
20

22
25
27

28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO